Japão anuncia investimento em tecnologia óptica para chips

69

O Ministério da Indústria do Japão anunciou, nesta terça-feira (30), que investirá cerca de 45,2 bilhões de ienes (US$ 307 milhões ou aproximadamente R$ 1,5 bilhão) em subsídios em uma iniciativa para desenvolver tecnologia óptica para uso em chips. Conforme relatou a Reuters, o objetivo é ajudar a impulsionar a indústria de semicondutores do país.

Para quem tem pressa:

O Japão oferecerá 300 milhões de dólares em subsídio para o desenvolvimento de chips ópticos;
A tecnologia óptica consiste em melhorar as conexões entre os chips usando a luz, acelerando a transmissão e reduzindo o consumo de energia, resultando em um processamento de informações mais rápido (parecido com o cérebro humano);
A crescente demanda por inteligência artificial tem levado os fabricantes de chips a repensarem diversos aspectos da computação — a fibra óptica é uma delas;
No investimento do Japão participarão as empresas NTT, NEC, Furukawa Elétrica, Shinko Elétrica e Kioxia — esta última em consulta com a Intel e SK Hynix.

Intel apresenta chip que pode mudar a IA generativa
O que é a guerra dos chips entre Estados Unidos e China?
Cientistas criam primeiro semicondutor feito de grafeno
Esperamos que (a tecnologia) seja um divisor de águas no futuro.

Ken Saito, ministro da Indústria do Japão.
A iniciativa surge em um momento em que o Japão se esforça para manter a sua vantagem na indústria de chips e aprofundar parcerias com nações aliadas — isso enquanto a China avança em tecnologias avançadas.

Em setembro do ano passado, por exemplo, a China deixou clara sua intenção de investimento em chips ao apoiar a GTA Semiconductor, fabricante chinesa de chips automotivos. Em uma rodada de investimentos, a companhia obteve um financiamento de cerca de US$ 1,8 bilhão, com grande parte sendo financiada pela China.

O aporte do país refletiu o compromisso de Pequim em apoiar os fabricantes domésticos de chips, visando reduzir a dependência externa na produção desses componentes. Vale lembrar que a China é uma das protagonistas na chamada ‘guerra dos chips’, visto seu conflito com os EUA.

A rodada de investimentos da GTA Semiconductor foi considerada uma das maiores captações domésticas de 2023 na China, considerando seus esforços para fortalecer sua indústria de semicondutores.